Translate

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Recordar - ....Laura, em telhado de zinco quente....






Laura, hoje estava pensativa… Enquanto perdia as horas do dia, recordava o último filme que vira, enroscada nele. Não pretendia fazer nenhuma analogia com a protagonista do filme, até porque para além de "ronronar" muito melhor que ela, não era loira, mas parda.


De pêlo brilhante passeava elegantemente por cima de tudo, pelos sofás, no tapete branco felpudo, já para não falar no colo do seu dono.


Aquele homem sem nome, sempre que chegava a casa, a primeira coisa que fazia ao meter a chave à porta era chamar por ela.


- Lauuuuuurrrrrrraaaaaa – melodicamente, entoava o seu nome.


Ela aparecia imediatamente e de forma carinhosa, como era seu hábito, entrelaçava-se nos seus tornozelos num ballet digno de ser visto por uma plateia de aplausos e ficava à espera de ser retribuída pelo calor da sua mão. Aliás, perspicaz como era... momentos antes de lhe sentir o cheiro ao fundo das escadas do prédio, vinha para o hall de entrada e ficava muito atenta a ouvir-lhe os passos, um a um, no último patamar do elevador. Há vários anos que o recebia sempre da mesma maneira e com o mesmo entusiasmo.


Laura não gostava do seu nome, mas fora ele que lho dera no primeiro encontro…

Assim que lhe pegou, numa loja de animais...olhou para ela e disse, entusiasmado com a possibilidade de ter uma companhia no futuro próximo:
- Vou chamar-te, Laura.


Às vezes, ela fazia questão de lhe recordar que preferia outro nome qualquer, e obrigava-o a repetir em vão, sem responder às chamadas. Laura, sabia que apesar de ser ali que existia tudo o que sempre sonhou, naqueles 200m2 de conforto, boa comida e muito carinho... também gostava, de vez em quando fingir ser um pássaro e de vez em quando voar.


O seu dono sem rosto, encontrou-a várias vezes naquela janela das águas furtadas e via-a sair rumo ao telhado de zinco, onde adorava preguiçar nos dias soalheiros em que o Sol fazia o resto... aquecia o telhado. Ora de barriga para cima, ora de barriga para baixo, aproveitava para admirar a paisagem e tudo à sua volta... os carros, as pessoas, … ou então, o rio, o céu, as nuvens e os pássaros.


Um dia apaixonou-se.


Primeiro foi pelo rio, onde se imaginou a navegar, a nadar, a mergulhar e a contar peixes a dois. Depois apaixonou-se pelo céu que era da cor dos seus olhos, azuis. Mais tarde por uma nuvem, mas concluiu que tinham objectivos de vida diferentes. E, por fim, por um pássaro, que um dia lhe caiu à frente do nariz e que a fez acordar no meio de um sonho.


O sonho estava a ser maravilhoso. Eis senão quando, jaz um pássaro sem bando, caído à sua frente e lhe pediu ajuda, estava ferido. Laura, tinha um coração enorme e um estômago habituado pelo seu dono sem nome, a comer comida de lata.


O que toda a gente esperava, era que ela fizesse jus à sua espécie e se atirasse de cabeça para o comer, mas Laura aprendeu a resistir aos instintos mais primários e não salivava pelos seus antepassados.


A fragilidade em que O encontrou naquele momento, fez com que revelasse a sua complacência e compaixão e mais tarde, os sentimentos mais nobres que uma gata pode sentir por um pássaro. Foram dias perdidos de histórias que ele lhe contava do mundo dos pássaros e histórias que ela lhe contava do mundo dos gatos… no telhado de zinco… sempre quente, pelo Sol.


Dias e noites, após...


Laura, abandonou praticamente o seu dono sem nome. Faltava já muitas vezes à primeira chamada, quando a porta de casa se abria, ao fim da tarde. Não lhe fazia mais falta os seus tornozelos ou o calor da sua mão.




E, um dia, pela última vez respondeu à primeira chamada; - Lauuuuuuuurrrrrrrraaaaaaaa. Dançou, despediu-se daquela mão quente que tantas vezes a afagou, subiu ao telhado e voou com ele.




Hoje, não se chama mais Laura, mas apenas Gata.

76 comentários:

  1. Que bela história de amor...
    Se é livre e feliz que importa o nome!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Bela história! Viajei nela...
    O amor falou mais alto.

    Um grande abraço. Tenha uma linda noite.

    ResponderEliminar
  3. Uma ternura, esta história de amores e desamores! E que lições os animais nos podem dar, sim, tantas vezes!
    Parabéns e obrigado por estes momentos que aqui pude viver.
    Beijinho (também do lado de cá do Atlântico!)

    ResponderEliminar
  4. Oi Alfa, linda a história, ao ler viajei na história.
    Obrigada pela sua visita ao blog, eu sei que nossas vidas é um pouquinho corrida, por isso às vezes não conseguimos visitar muito os blogs amigos.

    beijos e tenha uma excelente noite.

    ResponderEliminar
  5. ...História de liberdade...
    Pois só em sonhos
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Fê: Fico contente que tenha gostado Fê, volte sempre. bjs

    ResponderEliminar
  7. Edynei Santana: Obrigado Edynei pelas suas palavras e por ter passado aqui por casa, fico contente...a porta está sempre aberta, basta empurrar, sentar e ler qualquer coisa....que eu volto logo.bjs, volte sempre que tiver vontade.

    ResponderEliminar
  8. Amapola: Obg pelas suas palavras e pelo seu carinho...é verdade o amor resolveu falar mais alto...ainda bem. volte sempre, bjs

    ResponderEliminar
  9. Obg Quicas, fico contente que tenha gostado...agradeço as suas palavras amáveis. bjs, volte sempre que tiver vontade.

    ResponderEliminar
  10. Andréa, é verdade cada vez tenho que desdobrar mais o meu tempo, para poder visitar os amigos da blogosfera...fico contente que tenha aproveitado para viajar com a minha história, bjs

    ResponderEliminar
  11. Pizolizo, histórias que às vezes apesar da ficção retratam a realidade ...bjs Carlos.

    ResponderEliminar
  12. Belissima estória
    o amor provoca mudanças
    nós nos apaixonamos pela imagem que
    construimos do outro,por isto
    que o amor é irracional, pois se êle fosse racional
    nunca nos apaixonariamos.
    Beijos
    Paulo

    ResponderEliminar
  13. A saga da escritoura continua... e bem!...a ver pela panóplia de "admiradores",está por aí um livro não tarda...mas atênção à minha percentagem!!! ;-)))))))

    Bj*

    ResponderEliminar
  14. Vitor, só mesmo os amigos para exacerbarem o nosso ego. bjs

    ResponderEliminar
  15. Helena Oliveira, obrigado por me seguir, a minha casa é a sua casa, apareça sempre que quiser, entre a porta está sempre aberta é só empurrar, sente e leia qualquer coisa...entretanto eu apareço. bjs

    ResponderEliminar
  16. Tito Barbosa, obrigado por me seguir, apareça sempre que tiver vontade, a porta está sempre aberta basta empurrar, entre, sente-se e leia qualquer coisa...entretanto eu volto.bjs

    ResponderEliminar
  17. Alô Poeteiro de Rua - Maurélio fico contente por se ter tornado meu seguidor, apareça sempre que tiver vontade, entre e leia qualquer coisa...que eu não demoro.bjs

    ResponderEliminar
  18. Olá Alfa:
    Estória que me faz pensar não só na liberdade que é boa de viver, na realidade que é dentro da mesma espécie ser-mos tão diferentes no pensar e agir, no amor, no bom que é nos ver-mos a aprender com os outros e o que nos rodeia e acima de tudo reconhecer que gato ou gata que se preze, faz o favor de nos deixar viver dentro da nossa própria casa.
    Uma excelente semana.
    Kandandos

    ResponderEliminar
  19. Olá Alfa!

    Eu e o meu blogue estamos em período de defeso,e ainda estaremos por mais umas semanas. De vez em quando acontece passar por lá, e desta vez lá encontrei o seu comentário; puxando o fio à meada cheguei até aqui, e encontrei a sua bonita fábula, cheia de criatividade e imaginação: está lindamente escrita. Afinal, o inimaginável sempre é possível ... e faz-nos muito bem acreditar nele.
    Voltarei, com mais tempo.

    Beijinhos.
    Vitor

    ResponderEliminar
  20. Olá, querida!
    É bom ter um bom coração que nos presenteie com lindas histórias cheias de paixão. Mix clássico, mas sobretudo humano e amoroso. E quem dirá que que o coração não tem lá a sua des.razão?
    Beijosssss
    boas-vindas!!!!
    Renata

    ResponderEliminar
  21. olá
    adorei, adorei esta historia em tão poucas palavras, todas os sentimentos estavam presentes a fluir.
    estás a chegar lá.....
    bj.
    teresa infante

    ResponderEliminar
  22. Alô Victor Chuva, seja bem vindo por aqui...obrigado pelas suas palavras...volte sempre que tiver vontade, a porta está sempre aberta, entre, sente-se e leia qualquer coisa...bjs

    ResponderEliminar
  23. Olá Renata, obrigado por ter passado aqui por casa e pelas suas palavras, apareça sempre que tiver vontade, basta empurrar a porta que está sempre aberta, entre, sente e leia qualquer coisa...eu volto logo.bjs

    ResponderEliminar
  24. Alô Teresinha,...nem sempre fluem como gostaria...bjs

    ResponderEliminar
  25. Passei e entrei sem pedir licença, mas valeu o atrevimento.
    Parabens pela ternura da sua história.
    Só o amor nos dá asas.
    Só o amor nos pode fazer olhar o mundo de outro ângulo.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  26. Alô Jortas, não é necessário pedir licença, fez bem em entrar...apareça sempre que tiver vontade, a porta está sempre aberta é só empurrar...entre, sente-se e leia qualquer coisa...que eu volto num instante. Obrigado pelas suas palavras amáveis.bjs

    ResponderEliminar
  27. obrigada pela visita e volte sempre!!!bjos!!

    ResponderEliminar
  28. O amor nos permite usar da liberdade de escolha, mas confesso não ser nada fácil mudar o rumo da nossa história.
    Texto bastante significativo.

    Agradeço muito por sua delicadeza em nos visitar, será sempre bem recebida.
    Se chegou pelas mãos do amado amigo Calmon, já é nossa também.

    Beijo grande.

    ResponderEliminar
  29. Obrigada pela visita. Realmente gostei muito de ler Pontos Protagonistas e pelo jeito voltarei sempre aqui. Parabém pela escrita.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  30. OLÁ obrigada pela visita e adesão ao meu modesto Blog, não foi elogio gratuito o que comentei no Viver é Pura Magia, você mereceu. Eis-me aqui, agora a viajar no tempo, também tive uma gata pela qual me apaixonei ...foi triste o final , após conquistar-me ela morreu com os filhotes...mas me deixou na certeza de que os animais sabem amar.Sinto sua falta até hoje. Obrigada pela bela postagem. bjs.

    ResponderEliminar
  31. Alfa, que encantador teu espaço.
    Também gostei muito... o texto que acabo de ler é uma ternura só.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. UMA BELA HISTÓRIA DE FICÇÃO...A GATA CORAJOSA QUE APRENDEU A VOAR ...O QUE O AMOR NOS LEVA A FAZER...
    GOSTEI DE VIR AQUI...FOI UM PRAZER. AGRADOU-ME IMENSO O SEU ESPAÇO...POR ESSA RAZÃO ADICIONEI-A.

    ATÉ JÁ

    ResponderEliminar
  33. Alfa,

    Obrigado pela visita e comentário, obrigado por seguir meu blogue, sinto-me honrado com sua presença. Gostei muito do seu blogue da sua história e passo a te seguir. bjs e bom dia

    ResponderEliminar
  34. Laura,

    adoro música e em especial intrumentais de piano e violino. Sonhando ao ler este conto lindo. A liberdade e o sonho é uma forte presença´ institiva no homem e nos animais. A força da natureza agindo sobre todos.

    Obrigada pela gentil visita. Duplamente encantada. Beijos, com carinho.

    ResponderEliminar
  35. Sua escrita é especial.
    Agradeço sua preciosa presença em meu jardim.
    Seja bem-vinda!
    Que seus dias sejam iluminados.
    Carinhosamente, Lady.
    Bj

    ResponderEliminar
  36. Meus Pensamentos:Bem vinda aqui a casa, volte sempre que tiver vontade. bjs

    Fátima: Obrigado pelas palavras amáveis e por ter gostado, volte sempre que tiver vontade.bjs

    Clecilene: Fico feliz por ter gostado, muito obrigado pelas palavras amáveis. bjs

    Claudete: Fico contente por ter gostado do que leu, obrigado pela sua visita, volte sempre que tiver vontade...bjs

    Malu: Fico feliz por tanto carinho e pelas suas palavras amáveis, volte sempre.bjs

    Pupottina: Boa Semana para si, obrigado por ter passado por aqui, apareça sempre que tiver vontade. bjs

    PedrasNuas: Agradeço ter passado aqui por casa e por ter gostado do que leu, volte sempre...bjs

    Valter Montani: Obrigado por ter viajado até aqui, fiquei contente com as suas palavras amáveis, volte sempre que lhe apetecer...bjs

    Sam: Agradeço as suas palavras e desejo tudo de bom, apareça sempre que tiver vontade...bjs

    Lady: Obrigada pelas suas palavras e pelo carinho, apareça sempre que quiser...bjs

    Para todos o maior carinho do mundo e muitos beijos, ....a porta de casa está sempre aberta, já sabem basta emnpurrar, entrem, sentem-se e leiam qualquer coisa....que eu volto logo. bjs

    ResponderEliminar
  37. Passei para lhe dar um abraço.

    ResponderEliminar
  38. Obrigada pelas palavras carinhosas q. deixou no meu canto... Estou aqui p. te ver e dizer que amo suas escritas, ricas em detalhes que nos faz refletir mais profundamente. Amei de verdade...virei seguidora e estarei sempre por aqui. Bjitos mil.Congratulations

    ResponderEliminar
  39. Uma história que me prendeu do princípio ao fim...
    Afinal as histórias de amor surpreendem -nos sempre... e os escritores são assim...vestem-nos de gatos...do que quiserem...e ficamos para sempre presos nos seus enredos...
    Beijos
    Graça

    ResponderEliminar
  40. alfa, amo suas escritas..
    esta muito especial...
    bjos com carinho..
    amei o piano....

    ResponderEliminar
  41. Fiquei deslumbrado não só com seu blog, como também pelas suas postages, maravilha!!!
    Conheça os meus em:
    www.congulolundo.blogspot.com
    www.queriaserselvagem.blogspot.com

    Um abração do tamanho do mundo.

    ResponderEliminar
  42. Como eu entendo Laura que afinal era uma simples gata. Passagens do eu que se reencontram no tempo devido.
    Muito bom de ler. Parabéns.

    ResponderEliminar
  43. Olá, Linda! Hoje eu passou para lhe declarar que eu descobri algo muitoooo há temposssssssss!

    *Descobri que te amo demais

    Descobri em você minha paz

    Descobri sem querer a vida

    Verdade!...

    Prá ganhar teu amor fiz mandinga

    Fui a ginga de um bom capoeira

    Dei rasteira na sua emoção

    Com o seu coração fiz zueira...

    Fui a beira do rio e você

    Com uma ceia com pão

    Vinho e flor

    Uma luz prá guiar sua estrada

    A entrega perfeita do amor

    Verdade!...

    Descobri que te amo demais

    Descobri em você minha paz

    Descobri sem querer a vida

    Verdade!

    Como negar essa linda emoção

    Que tanto bem fez pro meu coração

    E a minha paixão adormecida...

    Meu amor, meu amor, incendeia

    Nossa cama parece uma teia

    Teu olhar uma luz que clareia

    Meu caminho tal qual, lua cheia...

    Eu nem posso pensar te perder

    Ai de mim esse amor terminar

    Sem você minha felicidade

    Morreria de tanto penar

    Verdade!...
    Zeca Pagodinho

    Beijos, Alfa*
    Bom Dia*

    ResponderEliminar
  44. Agradeço-lhe pelo carinho! :))
    Também estou te seguindo.

    Belíssima história de amor!
    Não importa a espécie, importante é amar e agraciar os momentos que a vida oferece.

    Doce beijo :)

    ResponderEliminar
  45. Li a ouvir a música recomendada ao mesmo tempo. Costumo ser um bocadinho exigente (demais) com short stories. Mas posso dizer que gostei muito desta.

    Acho que este blog merecia um template mais ao seu jeito. Calmo, fácil de ler, clean

    Fica a ideia.
    Abraço

    ResponderEliminar
  46. Olá!
    Li um comentário seu no blog da Sonhadora, vim espiar e adorei teu espaço. Já virei fã e seguidora, viu?

    Abraços

    Lia
    Blog Reticências...

    ResponderEliminar
  47. Amiga, adorei a sua história e o seu cantinho.
    Irei seguir com imenso prazer.
    Bjs do tamanho do infinito
    Maria

    ResponderEliminar
  48. Alfa, oi.

    Gostei muito daqui.
    Quanta coisa interessante.
    Bela história.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  49. Amapola, outro para você.bjs

    Riff, Graça Pereira, José Sousa, Renata, Acácia Rubra, Gorete, Matilda, Lianara, Maria e Lita Duarte, desculpem não responder a cada um de vós individualmente, mas estou com um bocadinho de pressa, de qualquer modo não quero deixar de agradecer a todos as palavras amáveis que me dirigem e ao que escrevo. Muito obrigado a todos, voltarei com mais tempo. Um beijo grande para todos vocês e boa inspiração.

    PS: Matilda...ainda ando à procura do corpo que combine melhor comigo..., obg pela dica.bjs

    Renata: lindo poema...bjs

    ResponderEliminar
  50. Alfa, amada!
    Só hoje consegui vir até aqui para agradecer sua visita e me encantar com história tão linda... PURA SENSIBILIDADE...
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  51. Olá de novo alfa,

    respondendo ao pedido para ser mais explicita:

    Acho que os seus textos sao tao leves e bonitos que o blog merecia um template mais claro, mais leve e mais fácil de ler. Os fundos escuros tornam-o muito pesado. A fonte a bold também.

    Nao que o meu template seja um espectaculo, escolhio apenas por ser claro e simples, que era a ideia que eu queria transmitir. Mas talvez encontre alguma inspiração aqui: http://www.deluxetemplates.net/

    Abraço

    ResponderEliminar
  52. Bem, entrei eouvi chamar por mim, logo....euuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu uma gata? alinho também ehhhhhhhh..afinal era uma gatinha mesmo..
    Gostei.
    Beijinho da laura

    ResponderEliminar
  53. Regina, obrigado pelas palavras amáveis que dirige à minha escrita, volte sempre que tiver vontade, bjs também eu já sou sua fã.

    Matilda, obg mais uma vez pela dica, vou explorar essa possibilidade bjs

    Laura, é verdade nem de propósito, deve ter ficado surpresa, é um nome de que gosto muito por isso, o dei à personagem principal da minha história. Apareça, sempre que tiver vontade.

    Com muito carinho para todos, um beijo grande.

    ResponderEliminar
  54. Voltei para agradecer suas visitas e comentários que, pode crer, muito me alegram e honram - volte sempre!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  55. Olá, muito obrigada pela visita. Belo texto, linda história. Passarei por aqui mais vezes, com certeza.

    ResponderEliminar
  56. Mas....ki....narrativa...amei crônica essa,amada amiga minha,não me importa o tamanho de asas suas,o que me importa é a grandeza de alma tua,aproveite amada amiga e retorne a campos meus de girassois,pois o post de Lennon pronto está!

    ternura toda minha!

    viva la vida

    ResponderEliminar
  57. Amiga Alfa,

    Obrigada pela sua visita ao meu Blog de Prémios e Selos.

    Sou realmente amiga do peito do nosso Ricardo e em boa hora me foi visitar... espero que venhamos a ser amigas também.

    Vejo aqui muitos dos meus queridos amigos e seguidores.

    Adorei ler um conto que me lebrou a obra "Gata em telhado se zinco quente"...
    Li num ápice...pela beleza como está escrito.
    Voltarei e já me fiz seguidora.

    Preciso de tempo para ver os cantos lindo desta casa acolhedora.

    Beijinhos

    Na Casa do Rau

    ResponderEliminar
  58. QUE BOM FOI CHEGAR AQUI
    VOAR NA HISTÓRIA QUE DEVOREI,
    AMEI A GATA ...

    TENHA UM BOM FIM DE SEMANA.

    :)) DOCE CARINHO

    ResponderEliminar
  59. tô seguindo também querida =)
    volte lá sempre!

    ResponderEliminar
  60. Soberba, a musica...

    abraços de Portugal

    ResponderEliminar
  61. Hola amiga hermosa entrada e blog, un placer visitar tu espacio y dejar mi huella escrita en tu linda casa para dejar mi cariño sincero en tu blog.

    Besos de MA para ti desde Granada.

    ResponderEliminar
  62. Linda história de amor. E às vezes vale a pena fazer o grande salto;o)

    ***
    Beijinhos e uma excelente semana*******

    ResponderEliminar
  63. Olá Alfa! Como a porta estava só encostada, empurrei e entrei, cá dentro sentei-me e li uma parte do que havia para ler, e gostei, e também gostei de ter encontrado aqui alguns amigos, e conhecidos, e voltarei com mais tempo para ler o resto.

    Deixo o meu carinho,
    José.

    ResponderEliminar
  64. olá alfa!!
    ja estive por aqui.
    soberba música...
    não consiguo ser sua seguidora...
    sempre diz não se óssivel tente mais tarde.
    sera que acontece so comigo porque sou loira rsrsrs se cliche claro.
    linda semana com bjos.

    ResponderEliminar
  65. Olá Alfa,
    Esta é a minha 2ª tentativa de deixar aqui uma mensagem. Com este séquito de admiradores a minha contribuição será muito diminuta. A única coisa que lhe posso dizer é que gosto ou não gosto de determinado texto. Não sou um técnico como o I blog your pardon, apenas um artífice...um nada que escreve. A propósito deste texto, que gostei deveras, lembrei-me de Luis Sepulveda. "O Gato que Ensinou a Gaivota a Voar", um livro muito terno e muito simples que tem tudo a ver com esta "Laura".Até breve.

    ResponderEliminar
  66. Olá fiquei a conhecer o seu blogue através da Clecilene Carvalho. Sou Ricardo Pinto e gostaria imenso que se tornasse seguidor do meu blogue, aqui em Portugal. Para isso basta aceder a http://centroparoquialgondar.blogspot.com/
    e no link seguidores iniciar sessão. Conto consigo e seus amigos e até breve!
    Ricardo Pinto

    ResponderEliminar
  67. Que lindo!
    Uma história escrita com o coração!
    Ótimo pasar aqui.
    Beijos!

    ResponderEliminar
  68. Quicas; Rosa Carioca; meu amigo Ricardo; Fernanda(Ná);Maria;Dryka Sales;Daniel Silva (Lobinho); MA; Cidelemer; José; Artur Guilherme Carvalho; Legalmente Loira; Ricardo Pinto e Mariano P. Sousa, agradeço a todos o terem passado aqui por casa do fundo do coração e o carinho das vossas palavras, voltem sempre que tiverem vontade ou saudades das minhas palavras. bjs para todos

    Legalmente Loira, não sei o que se passa, tente de novo se não conseguir diga por favor se isso só acontece com o meu blog ou se lhe acontece com outros.bjs

    Artur Guilherme Carvalho,apesar de se intitular - um nada que escreve, todas as opiniões são para mim bem vindas, mas especialmente daqueles que admiro pela forma que escrevem,... fiquei muito contente de o ver por aqui. bjs

    Ricardo Pinto, vou passar pelo seu blog sem dúvida.bjs

    José, fez bem entrar...e ler, esteja à vontade.bjs

    Ricardo Calmon, já lá estive e voltarei. bjs para si e para toda a família.

    MA, alô Granada, seja bem vinda por aqui.bjs

    Ná, venha então com mais tempo quando puder.bjs

    Quicas, nada de honras...bjs

    ResponderEliminar
  69. Também eu voei com eles, e com as suas palavras.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  70. ...Olha que a plateia tem lugares limitados...mas abre-se uma expecção...é merecida!

    Bj*

    ResponderEliminar
  71. ...."EXCEPÇÃO"...ai esta escrita ;-)

    ResponderEliminar
  72. Ola Alfa
    Bom Domingo
    Atenciosamente
    Paulo

    ResponderEliminar
  73. oi alfa,
    linda semana.
    bjos.
    amiga tem acontecido so aqui.
    ma vamos aguardar o ricardo esta assim também.

    ResponderEliminar
  74. Oi, Linda! Estou contigo sim, como posso*
    Beijos
    I love u**********

    ResponderEliminar

alfa diz: